sábado, 8 de outubro de 2016

Flashback - Memórias Esquecidas - Resenha

Hey!!
Desculpem pela ausência!!

Trago-vos hoje a resenha do livro Flashback - Memórias Esquecidas que me foi enviado pela Chiado Editora!









 Ficha técnica: 
Título: Flashback - Memórias Esquecidas
Autora: Orquídea Polónia
Nº de páginas: 143
Editora: Chiado Editora

Sobre a autora...
"Orquídea Polónia nasceu a 2 de Novembro de 1993, no Porto, onde ainda reside. É licenciada em Ciências da Educação pela Universidade do Porto, encontrando-se a frequentar o Mestrado na mesma área. Assim, o seu interesse incide, sobretudo, na área de Proteção à Infância e Juventude. Outra das suas paixões é a escrita, o que a levou a escrever o seu primeiro romance, “Flashback - Memórias Esquecidas”."



Encontrada pela polícia num jardim, com um ferimento grave na cabeça, "Anabela", ou pelo menos assim chamada uma vez que não se lembra do seu próprio nome, não tem quaisquer memórias sobre a sua vida. Não sabe como se chama, quantos anos tem, quem são os seus pais, etc.
Depois de ter alta do hospital, "Anabela", encontra em Gonçalo, o enfermeiro que acompanhou o seu caso, um amigo fiel e de confiança que a vai ajudar a descobrir quem um dia foi.


Apesar de eu já ter lido um livro sobre  uma rapariga que perdia a memória, confesso que este livro me suscitou muita curiosidade.
Para um livro deste género, acho que a narrativa foi muito rápida, as "coisas" aconteceram muito depressa, o que me fez desfrutar menos da leitura.

Gostei do que aconteceu, mas não "como aconteceu" porque foi muito repentino.

Confesso que, desde cedo, suspeitei quem seria "o mau da fita" o que fez com que o livro se tornasse um pouco previsível.

Apesar disto tudo, dou uma pontuação de 10 em 20 uma vez que gostei da temática e gostei do suspense.

Como sempre, adorei a capa que a Chiado Editora construiu o que, também, aumentou a classificação que dou a este livro.

E tu, já o leste?
Gostaste?


Com muito carinho,
-Banal Girl

4 comentários:

  1. Já tinha ouvido falar sobre esse livro e por acaso tenho vontade de o ler. :)

    ResponderEliminar
  2. Começo por dizer que, pela sinopse e pela capa, tive curiosidade em ler este livro. Por outro lado, porque se trata de uma nova autora portuguesa e devemos apoiar com certeza os "nossos"!
    Este livro lê-se em poucas horas, tem poucas páginas e a linguagem é bastante acessível e descomplicada, tornando a leitura agradável. O tema é interessante, mas em minha opinião poderia ter sido mais desenvolvido. Reparei em duas situações que talvez necessitassem de maior rigor na história, sendo uma logo no início da narrativa: nomeadamente o facto de uma pessoa amnésica num hospital (sem amigos e familiares, sem saber sequer o seu nome, onde mora, quem é, etc) ser-lhe dada alta médica (fiquei com sérias dúvidas acerca disto, pois julgo que essa seria uma situação de cariz social a ser tratada pela parte do serviço social do hospital). A outra situação diz respeito à parte final do relato de Anabela/Luísa quando descobre outras circunstancias em casa de João (sem querer contar muito, e não sendo "spoiller") - penso que isto deveria ter feito parte do trabalho e da investigação policial quando se descobre o que está por trás daquele empresário famoso e rico...
    Sei que é muito mais fácil estar deste lado, ler e criticar do que sentar-nos numa cadeira e começar a escrever um romance. Parabenizo a autora pela coragem e dedicação que deve ter tido em tornar real provavelmente este seu sonho concretizado. Gosto da sua escrita, simples e aprazível com que nos brindou com esta obra. Percebe-se que tem o dom da escrita, mas ainda é apenas o seu primeiro livro e há algumas coisas a melhorar no futuro, especialmente o desenvolvimento da própria história e personagens, fazendo-nos ganhar empatia com elas. No futuro, sim! Porque quero continuar a seguir esta escritora!

    ResponderEliminar
  3. O livro despertou-me bastante interesse mas ainda não tive oportunidade de o ler.

    ResponderEliminar