terça-feira, 30 de agosto de 2016

Shatter me - Resenha

Olá!!
Hoje trago-vos um livro pelo o qual me apaixonei completamente! Um livro que eu considero dos melhores que eu já li este ano!
Continuem a ler e descubram mais sobre este incrível mundo!







 Ficha técnica: 
Título: Shatter me
Triologia: Shatter me (#1)
Autora: Tahereh Mafi
Nº de páginas: 338
Editora: Harper

Sobre a autora...
"Tahereh Mafi é uma rapariga. Nasceu numa pequena cidade algures por Connecticut e está atualmente a viver em Orange County, California, onde o clima é apenas um bocadinho demasiado perfeito para o gosto dela. Quando não consegue encontrar um livro, ela pode ser encontrada a ler papéis de velas, cupões e velhas receitas. SHATTER ME é o seu primeiro livro. Podes visitá-la em www.taherehmafi.com ou segui-la no twitter @TaherehMafi. "





 Trancada numa cela, Juliette não tem nada para além de um pequeno caderninho e de uma caneta partida. 

Devido ao seu toque mortal, Juliette encontra-se presa entre quatro paredes com uma janela que pouca luz deixa entrar.
Assustada, isolada da civilização, e com medo de ficar maluca, Juliette desabafa os seus pensamentos no seu pequeno caderninho, até ao dia em que tudo muda. É informada que terá um companheiro de cela: Adam, um rapaz, com olhos azuis escuros profundos e encantadores, que não faz ideia de quem é Juliette nem o perigo que corre.
Vivendo num mundo em falência, sem pássaros, árvores, água limpa suficiente para as populações, Juliette é recrutada para usar o seu poder contra as outras pessoas. Tentam fazer de Juliette um monstro, uma máquina de tortura. Odiando os seus poderes sobrenaturais que sempre fizeram mal às pessoas à sua volta, Juliette recusa-se a fazer tal coisa.No entanto, eles persistem. O que eles querem? Convencê-la que só eles a percebem e só eles acham que ela não é um monstro.


Com uma escrita tocante, empolgante e de tirar o folgo, Tahereh Mafi consegue transmitir-nos, de uma maneira única, o que a personagem sente. 

Ao longo do texto reparamos que várias palavras aparecem riscadas.  Sim, é de propósito e interpreto-o como a forma que a autora tem para nos mostrar que a personagem está em dúvida, que está confusa sobre o que pensar, sobre o que fazer e até sobre quem é ela própria. Podemos notar, ao longo do texto, que estas palavras riscadas vão desaparecendo dando a ideia que a mente dela está mais clara.

Sinceramente adorei o livro! Fiquei completamente viciada nele e não o consegui largar até o acabar!




Aconselho toda gente que goste de fantasia e YA  a ler este livro uma vez que se tornou  dos meus livros favoritos. Estou a gostar tanto que até já li Destroy me ( uma mini novela que se aconselha a ler depois de Shatter Me e antes de Unravel me) e já estou a ler o Unravel Me, o segundo volume da trilogia Shatter Me.



O único problema é que ainda não está traduzido e publicado em Portugal... Mas se queres mesmo ler e estás um bocadinho à vontade com o inglês, lê o livro! É de uma leitura super fácil e as palavras mais difíceis não são muitas e, normalmente, percebem-se pelo sentido da frase. 
Este é o livro ideal para aqueles que querem começar a ler em Inglês!! :) 

Já para não falar da capa maravilhosa!

É, sem dúvida, dos meus livros favoritos e tenho, quase a certeza, que esta trilogia se tornará das minhas trilogias favoritas!

E só para quem ainda está indeciso se lê ou não lê, aqui vai um cheirinho, para vos provar que vale a pena ler!

"They don't bother to be bothered by the beauty that falls from the sky. They don't understand the freedom in feeling the universe on their skin. "

&

"Truth is a jealous, vicious mistress that never ever sleeps, is what I don't tell him."

&

"Every butterfly in the world has migrated to my stomach."


Com muito carinho,
-Banal Girl


5 comentários: