domingo, 18 de dezembro de 2016

Sabendo mais sobre Ricardo Formigo



Olá!

Hoje vamos saber mais sobre o Ricardo Formigo, escritor de Reunião de Heróis
Are you ready?
Nome completo : Ricardo Alexandre Alenquer Formigo
Idade: 18
Alcunha: 4migo (four)
Cor favorita: Azul céu
Descrição de si mesmo em 3 palavras: Leitor, escritor e autor
Praia ou Piscina? : Praia, mas só se houver muito Sol
Género literário favorito: Fantasia (medieval e épica)

Ricardo Formigo, autor de Reunião de Heróis, conta-nos que, quando é para escrever, se inspira em J.K. Rowling, George R.R. Martin, J. R.R. Tolkien e Dan Brown (os seus autores favoritos). Quando tem alguma dúvida sobre alguma parte do seu livro, consulta sempre alguma parte semelhante das obras dos seus escritores prediletos “para perceber como foi desenvolvida e como devo fazer no meu livro”, completa. E as personagens? Onde é que ele se inspirará? A esta pergunta, responde-nos que as suas personagens eram criadas com base nas pessoas de maneira a que agissem como tal para, quando o leitor lesse o seu livro, relacionasse as personagens com as pessoas que tem à sua volta. Ricardo adiciona, também, que a sua intenção era a de “descrever personagens que se assemelhem às pessoas do quotidiano" para que os leitores " as consigam compreender e ganhar afeição por elas.”

O autor de Reunião de Heróis revela-nos que, por vezes, apesar de não ser fácil, tenta fazer da escrita um hábito. “Todos os dias penso na história e que partes devo melhorar, como devo narrar os acontecimentos e descrever as personagens e os locais”, revela.  No entanto, não escreve todos os dias e declara que, quando se senta para escrever, sabe exatamente qual é a passagem em que quer trabalhar. Ricardo conta-nos, também, que acaba sempre por ser surpreendido pela história “muitas vezes improviso e acabo por me entusiasmar ainda mais pelo enredo e pelas personagens.

Quando questionado sobre quando é que sentiu que queria escrever um livro, Ricardo conta que quando tinha cerca de doze anos, tinha uma professora que o incentivava muito a ler e a escrever e que pedia uma composição de três em três meses. “Foi nesta altura que comecei a escrever Reunião de Heróis, mas as primeiras páginas da altura estavam muito diferentes da história de hoje.”, revela.
Quando estava a escrever o seu livro, Ricardo não tinha completamente a consciência do quão importante era aquilo que estava a fazer: “Fazia porque gostava de escrever e a minha família também via isso como um passatempo.” , adere. Quando contou aos amigos que o seu livro ia ser publicado muitos acharam que ele estava a brincar. Mas, curiosamente, foram esses amigos que mostraram mais interesse no seu livro.

Ricardo aconselha o seu livro principalmente aos jovens a partir dos treze anos uma vez que acredita que é nessa idade que os livros e a leitura devem de se tornar um hábito escolhido pelo leitor e não impingido pelos pais ou professores.” O autor confessa, também, que espera que as pessoas que leiam o seu livro não se sintam indiferentes e não se acomodem: que se sintam mais dispostas a participar na sociedade e que sintam mais tolerantes com aqueles que estão à sua volta.


Quanto à continuação de Reunião de Heróis (Espadas Cruzadas), o jovem escritor adianta que a história vai- se desenvolvendo e tornando-se mais forte. “Se em “Reunião de Heróis” o objetivo de Annabelle era chegar em segurança ao Elmo do Martelo, agora é completamente diferente. Annabelle é uma pretendente ao trono e, como tal, tem de sacrificar certas coisas em nome do bem-estar do seu povo e daqueles que lutam por ela e esforça-se por resolver os problemas que a guerra criou, assim como  de perceber qual é o caminho correto que deve tomar enquanto Rainha de Morlômbia."
 Por aqui ficámos entusiasmados e cheios de vontade de continuar esta aventura e por aí? 

Por último, Ricardo, confrontado com a pergunta “se pudesses dizer algo aos teus leitores ou a pessoas que estejam a pensar em ler o teu livro, o que dirias?” responde que “Diria para arriscarem. Não prometo nenhum Prémio Nobel da Literatura, mas o facto de as pessoas escolherem ler o meu livro é muito recompensador. Àqueles que já leram, espero sinceramente que tenham gostado e, caso queiram, estou inteiramente à disposição para receber opiniões ou crítica. Espero que continuem a acompanhar a saga.
Também gostava de lhes dizer para fazerem da leitura um hábito que traga prazer porque há por aí muitas histórias que valem a pena ser conhecidas e valorizadas!
Votos de boas leituras! Obrigado!”
Muito obrigado eu, Ricardo! Estou muito ansiosa por ler a continuação! Um beijinho e desejo-te as melhores felicidades!

Clica aqui para leres a minha opinião sobre o primeiro livro de Ricardo.
Aproveita e faz uma visita à página no facebook do Ricardo e deixa um gosto!! (clica aqui para visitares o seu facebook!)

Com muito carinho,
-Banal Girl

2 comentários: