sábado, 1 de abril de 2017

Em Busca do Reino das Estrelas, opinião

Olá! 

Hoje trago a minha opinião do livro Em Busca do Reino das Estrelas. 
A autora é minha amiga portanto estava mesmo super curiosa sobre como seria o livro!





Ficha técnica: 

Título: Em busca do Reino das Estrelas
Autor: Vittorina Rocha
Nº de páginas: 39
Editora: Chiado Editora





Sobre a autora...
Vittorina Rocha nasceu em França, filha de Vítor Sérgio e Elizabeth Rocha, mudaram se para Portugal, em Alcobaça, nove meses após o seu nascimento. Hoje, tem dezasseis anos e, por isso, frequenta a Escola Secundária Da Inês de Castro, em Alcobaça, na área das Ciências e Tecnologias. Sempre vista pelo grupo docente como uma aluna exemplar com valores e princípios bem definidos e vincados, e integrando o quadro de excelência por diversas vezes, a Vittorina desde muito cedo que tem uma visão do mundo diferente da dos restantes jovens da sua idade. A sua imaginação fértil permitiu-lhe ganhar o prémio dos Contos de Palmo e Meio do Município de Alcobaça. Apesar da sua versatilidade, a adolescente sempre guardou uma secreta paixão pelas letras, abrangendo um enorme leque de gostos literários que vai desde o fantástico até a obras literárias.

Sinopse: Lewis, um menino pequeno mas com uma imaginação gigante, parte numa fantástica aventura com a sua família para o Reino das Estrelas. Fugindo á pressa da sua casa, Lewis e sua família começam uma incrível jornada cheia de peripécias e criaturas fantásticas, em busca do Reino onde ficariam por fim em segurança.

A mostrar P70330-122434.jpg



Sempre adorei livros infantis. 
Não é aí onde tudo começa? Por tudo, refiro-me a esta sede insaciável pela leitura.

Estes livros são, muitas das vezes, os pioneiros da leitura de muito gente e, sendo assim, são, na minha opinião, de extrema importância. 
É difícil agradar a uma criança; Principalmente a uma desta geração que tem mil e uma distrações: tablets, telemóveis, televisão, etc. Com isto quero afirmar que escrever um livro infantil, apesar de parecer fácil, não o é. Desta forma, tenho a dizer que admiro a coragem da autora por enveredar por este caminho.

O tema retratado neste livro é bastante atual e tocante; A forma como este foi desenvolvido mostrou uma astúcia e inteligência por parte da autora que eu, sinceramente, já estava à espera (e isto não é uma coisa negativa, até pelo contrário, conheço bem a Vittorina e sei do que ela é capaz).
Apaixonei-me pelo menino Lewis e pela sua imaginação; Admito, até, que me identifiquei imenso com ele. Toda aquela ideia de tentar ver as coisas de uma maneira positiva e tentar ultrapassar os obstáculos é algo que tento, diariamente, fazer. 
A escrita é bastante simples e fluída o que é ótimo, visto que estamos a falar de um livro infantil. 
Considero que este livro é capaz de mexer com os sentimentos do leitor: senti felicidade quando algo fantástico acontecia, senti tristeza quando algumas coisas eram referidas e senti o coração apertado nas últimas páginas. Ter o poder de fazer isto com um livro tão pequeno, tão simples mas ao mesmo tempo tão complexo é incrível!
Escusado será dizer que adorei o livro, porque acho que já o deixei bem claro! 

É um livro que, sem dúvida, vou guardar para mais tarde ler aos meus filhos.

E tu, do que estás à espera para ler este livro?

With love,

Banal Girl
Uma leitura com o apoio de:

Resultado de imagem para chiado editora



16 comentários:

  1. Fiquei curiosa. E muitos parabéns à jovem escritora. Como professora fico contente quando vejo jovens adeptos da leitura e da escrita.

    ResponderEliminar
  2. Parece um livro que irá conseguir atrair as crianças para a leitura...e isso é tão importante.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo!
      É um ótimo livro que irá atrair muitos pequenos leitores :)

      Eliminar
  3. Deve ser um livro encantador! Só a capa já faz sonhar... :)

    ResponderEliminar
  4. Vou com certeza ler este livro. As crianças vão adorar :)

    ResponderEliminar
  5. acho que este tipo de livros chama muito a atenção as crianças...são lindos por fora e por dentro

    ResponderEliminar